sexta-feira, fevereiro 11, 2011

IRMÃS DE VIDA


Se uma corola tomba e uma flor emudece

não termina a Primavera.

Se o sol se esconde atrás da nuvem escura

não termina o quente Verão.

Se um sorriso se apaga e um rosto não floresce

não se acaba uma amizade.

Se num deserto prevalece um rasto de secura

não se acaba a beleza.

Se a distancia se impõe testando a vida

não termina o sentimento.

Se é preciso a força para vencer a ausência

há que tê-la bem presente, irmãmente dividida,

para que não seja impedimento

mas vida nova, coragem , e prova de persistencia.


Ergo a minha taça a um "voo".

Elevo uma prece de "bom sucesso".

Espero no silencio recolhido de um coração.

2 comentários:

rita disse...

Irmãs de uma vida construída por nós, passo a passo, dia a dia. Nas tristezas e nas alegrias, ainda bem que temos a força necessária para vencer a distância e a ausência. É uma ausência física, mas os corações estão juntos e batem ao mesmo ritmo. Obrigada pela "taça" e pela "prece", sabes que nada seria possível sem ti mana.
Irmãs para tudo, como sempre JUNTAS!

A.S. disse...

No silêncio todas as emoções são mais intensas!...


Beijos,
AL

AS BRUMAS DOS TEMPOS

Guardo nos olhos as brumas dos tempos; de sonhos vividos e de desejos sonhados. Trilho os meus devaneios, sempre calados, ...