domingo, outubro 06, 2019

VOZES DO PASSADO


Se um dia ouvires a voz que se levanta do passado,
perdido, esquecido, duramente silenciado,
não olhes! Não oiças! Não queiras sequer saber.
Afasta todas as palavras e tudo o que possam conter.
Se um dia o coração se rasgar, doendo no peito,
cala-o, como calaste um dia um amor eleito.
Não olhes! Não oiças! Segue, apenas, sem pensar,
olha em frente sem sentir. É assim o teu caminhar.

Se um dia a solidão se abater sobre a tua altivez,
quebrando a dureza e o desamor, então, talvez
entendas o rasgo que abriste sem consideração,
sem dó, sentimentos, respeito ou contemplação.
Se um dia o passado te gritar das profundezas,
não oiças a sua voz! Amordaça-o!  Enche-te de certezas,
essas mesmas com que te vestes e te exibes,
essas mesmas que jamais te coíbes
de mostrar, como grande mestre desta vida.
Se um dia o passado te sondar…mostra-lhe a saída,
como um dia me foi dado provar….

Lágrimas de lua

1 comentário:

saudade disse...

Se o passado te visitar, diz-lhe que não vives mais ai....
viver o presente com olhos no futuro é o mais importante, o passado não tem nada de novo para nos mostrar.
Beijo

AS BRUMAS DOS TEMPOS

Guardo nos olhos as brumas dos tempos; de sonhos vividos e de desejos sonhados. Trilho os meus devaneios, sempre calados, ...