segunda-feira, maio 09, 2011

MADALENA (cont)



A mentira de Madalena é sempre descoberta, é posta em cheque e apontada como mais uma falha sua. Lidar com os seus sentimentos é das coisas mais difíceis. Por um lado é o sabor do fracasso, por outro a revolta de ser controlada com coisas que são apenas e só suas. A sua vida é sua para viver, e tem que ter o espaço para contar ou não algo dela. Coisa que não é entendida; “A amizade é incondicional, porque não dizes as coisas, porque queres ter segredos? Sempre dissemos que entre nós contávamos tudo!”- esta e outras frases são constantes a cada novo trambolhão, a escalada de tentativas sucessivas de saber mais e mais da sua vida, de a obrigar a contar cada pormenor são um tormento entre as duas.

Uma tem medo de cada coisa que não conta ou inventa, a outra tem uma preocupação quase mórbida de a forçar a não sair do caminho.
A confiança de outrora morre. Madalena força-se a mudar a sua atitude, cai, levanta-se e volta a cair, não é fácil contrariara uma vida de fugas, mas essa amizade vale mais que tudo na vida. Esse grão pequenino que ambas um dia lançaram à terra e que germinou vale tudo. Num esforço que aos pouco vai tentando que seja menos esforço e mais normalidade, vai dando passos na tentativa de reconquistar o que perdeu por suas próprias mãos. O caminho não é fácil, até porque cada uma tem a sua personalidade e ambas são duras. Só mesmo a imensa amizade que as une tem forças para levar por diante a luta que travam. Uma por se manter fiel à sua promessa de não mentir e contar as suas coisas com naturalidade, a outra por deixar de querer saber tudo, por aceitar que há aspectos que não tem que saber, que há momentos que não lhe interessam, por ir perdendo a desconfiança que sempre salta ao mais pequeno sinal pouco normal, ou comum. Ambas se esforçam e lutam denodadas para que a sua amizade não morra e perdure….


A vida dará a resposta….Num futuro...

2 comentários:

Juℓi Ribeiro disse...

Luar:

Como sempre a beleza e o encanto estão presentes em tudo o que escreves...
Tenho enfrentado muitos problemas de saúde.
Perdoe a minha ausência.
Beijo.

rita disse...

Querida Madalena,

mais uma vez estamos juntas e a lutar com tudo o que temos, a vida tem-nos ensinado que juntas somos mais fortes e 1ue tudo corre mt melhor.
Quero muito vencer de novo contigo, mesmo que hajam quedas, sabes que estou sempre aqui.

AS BRUMAS DOS TEMPOS

Guardo nos olhos as brumas dos tempos; de sonhos vividos e de desejos sonhados. Trilho os meus devaneios, sempre calados, ...