segunda-feira, dezembro 31, 2018

PALAVRAS DESMEMBRADAS


FELIZ 2019



Imagem retirada da net



De palavra em palavra se tece uma teia de vida,
uma malha intrincada, que leva pedaços, e traz farrapos.
Presa por letras desgarradas, a vida corre de fugida,
e veste-me a alma, despindo o olhar, como ignotos fiapos
de um passado sem sombras, e um futuro sem madrugada.
Das palavras entrançadas se faz agasalho de ave abandonada.
De palavra em palavra se enreda um caminho, uma estrada,
atapetando as agruras, diluindo as arestas, reforçando muralhas.
Palavras de doce sonho, de mortífera arma ou esquecida gargalhada.
São pedaços de gente, são pedaços de memórias, frágeis vitualhas
sobre uma mesa sem tempo; nem memória, nem voz. Apenas imensidão.
Palavras que o não são, letras que não se amam mas encontram-se na solidão.


Lágrimas de lua


3 comentários:

saudade disse...

Um Feliz 2019. tudo de bom.
Beijo de...
Saudade

Flor de Jasmim disse...

Um 2019 com tudo de bom, Lágrimas de Lua!

Beijinho

Jaime Portela disse...

Um poema magistral.
Gostei imenso das tua teia de palavras... parabéns.
Amiga, um bom resto de semana. E feliz ano novo.
Abraço.

AS BRUMAS DOS TEMPOS

Guardo nos olhos as brumas dos tempos; de sonhos vividos e de desejos sonhados. Trilho os meus devaneios, sempre calados, ...