sexta-feira, fevereiro 11, 2011

IRMÃS DE VIDA


Se uma corola tomba e uma flor emudece

não termina a Primavera.

Se o sol se esconde atrás da nuvem escura

não termina o quente Verão.

Se um sorriso se apaga e um rosto não floresce

não se acaba uma amizade.

Se num deserto prevalece um rasto de secura

não se acaba a beleza.

Se a distancia se impõe testando a vida

não termina o sentimento.

Se é preciso a força para vencer a ausência

há que tê-la bem presente, irmãmente dividida,

para que não seja impedimento

mas vida nova, coragem , e prova de persistencia.


Ergo a minha taça a um "voo".

Elevo uma prece de "bom sucesso".

Espero no silencio recolhido de um coração.

UM PIANO

Nas asas da música, numa noite de escuro sereno, as mãos bailam sobre as teclas brancas e negras, os sons desenham momentos sonhados, ...