domingo, março 25, 2012

GOTAS DE VIDA

Uma gota - E nela um mundo, invisível e grande.

Um coração - E nele o desordenado caos do sentir.

Uma vida - Que em dores de parto se alarga e expande,

se contrai, se ordena e desagrupa, se agrega para logo se dividir.



Um céu carregado e o canto liberto das aves primaveris,

um silencio aveludado e calmo prazer em momentos pueris.



Uma gota - E nela o invisível mundo que não traduzo,

que guardo, que calo e que recolho,

porque não entendo, porque não controlo, porque é profuso,

porque só eu acolho.



Uma gota, simples, transparente, e nela... Um mundo!

segunda-feira, março 19, 2012

PAI - Um, o meu!



Hoje os anos pesam-te, os braços cansam-se, as pernas emperram-se.

Hoje os olhos vão-se fechando amodorrados pelo entardecer,

hoje as mãos anquilosadas têm dificuldade em segurar as minhas...


Mas hoje, ontem e amanhã serás sempre; O MEU PAI!





Pelos risos que me ensinaste, pelas lágrimas que já me enxugaste,

pelos "arranhões" que trataste, pelo sono que perdeste,

pelos cabelos brancos que te dei e pela vida toda que temos vivido,





O B R I G A D A!

quarta-feira, março 07, 2012

SEM VOZ

Se um dia o mar calar a sua voz


e o sol se esconder em céu sem brilho,


se os amantes se esquecerem do amor


e as mãos se fecharem a outras mãos.


Se um dia nos perdermos de nós


e sem rumo tropeçarmos pelo trilho


que a vida abriu sem dó nem cor.


Se nos esquecermos que essas mãos


foram feitas para dar e receber,


então a vida nada tem para oferecer:



Será somente um abismo negro onde o sonho vem morrer