sexta-feira, maio 25, 2012

SÓ MAIS UM SONHO...NADA MAIS

Um sonho sem sonho, uma vida por viver,
um passo e mais um passo, pés perdidos
andando sem meta ou rumo.
Um sonho que se dilui até se perder,
linha infíma, ténue, de pensamentos sentidos,
de noites longas, de nevoeiro e fumo.
Um sonho, é só mais um sonho!

Que acaba, que se esvai, que se dilui... é só mais um sonho....

VESTIDA DE SILENCIO

Deixo que o silencio penetre todos os poros da minha pele,
invada o meu espaço e o preencha totalmente.
Deixo que a escuridão me sirva de aveludado lençol
e me envolva num abraço frio de gélida invernia.
Troquei os dias pelas noites e a doçura pelo fel
que tempera cada hora, cada dia duramente.
Troquei o riso pela lágrima calada e desfio o rol
de sonhos por cumprir em forçada alegria.

Abre-se a porta do vazio mais uma vez...
Entrei. 
E nele fiz o meu espaço... outra vez