sexta-feira, abril 24, 2009

NASCEU O DIA???

Ainda há sol? Ainda há dia?

O meu respirar na aragem fria

é nuvem breve de nevoeiro sem cor.

Ainda há sol? Ainda há dia?

E os dedos crispados sem magia

roxos do teu vazio, da ausência, da dor.

Mas, ainda há sol? Ainda nasce o dia?

Então porquê esta máscara dura e fria.

esta adaga enterrada em mim sem piedade?

Este sol frio sem cor nem parceria,

sem sonhos, sem vida e sem idade.

4 comentários:

jo ra tone disse...

"Poucos,
Mas bons"
(Como se costuma dizer).
Bom trabalho fizeste
Espero no entanto, que o sol continue a brilhar e dissipar momentos difíceis.
Beijinho
Bom Domingo

rita disse...

Sabes bem que tens tudo isso. Se aceitarmos o que temos e deixarmos o dia a dia correr não custa tanto...sempre a dar valor às pequenas coisas, que no meio de mágoa e angústia nos esquecemos que temos.

© efeneto disse...

Tenho palavras que te procuram,
que se acendem nesta existência suave;
palavras para seguir caminhos,
para te abrir os dias;
palavras partículas de fogo
que acarinho para os momentos precisos
nos seus puros abandonos;
palavras verticais como chamas,
que te chamam na procura,
mais claras que o dia.
Com palavras de lua e de vento
invento veredas de palavras
que adoçam os silêncios
e explicam as madrugadas.
Palavras que só a ti direi.

Palavras que servem para dizer que irei voltar aos poucos á vossa companhia.
Um fim-de-semana cheio de amizade e palavras

Whispers disse...

Querida Amiga!

Como foi bom te voltar a ter em meu Mundo.

Escreve as palavras ao vento,as volta e deixa ir.
Limpa as lágrimas e caminha em frente,quem te faz chorar não merece o teu sorriso, o teu tempo e o teu carinho

Limpar magoas e sacudir o baú,vamos o fazer juntas,mesmo que seja tão distante,não te esqueças que tens uma amiga aqui.
Que a poeira limpe a tristeza, e que as flores comecem a florir em teu jardim

um beijo do tamanho do mundo
Rachel