quinta-feira, novembro 05, 2009

SEM ABRIGO

Passa o tempo
não o vazio,
passam os dias
não a ausencia.
Passa o tempo
neste lamento
de quem no vazio
sente eterno frio.
Passam os dias
sem alegrias
e a tua ausencia
é a permanencia
desta dor que não abranda,
que caminha comigo
no silencio que comanda
este seguir sem abrigo.

6 comentários:

jo ra tone disse...

Lindo poema
Como o tempo passa e por vezes a dor permanece.
E um postquentinho, aconchegado para este Inverno!
Beijinhos

Whispers disse...

Querida amiga.
Tudo passa, tudo esquece, ate mesmo as ilusoes, so que existe momentos na vida que nos traz de volta as recordacoes.
Minha querida, desejo que tudo de bom esteja contigo.
te desejo um santo Domingo
Mil beijos com carinho
Rachel

Juℓi Ribeiro disse...

Minha amiga:

Teus versos continuam mágicos
e encantadores.
Beijo.

Sonhadora disse...

Lindo poema...gostei muito.
Vou voltar
Um beijo
Sonhadora

Gui disse...

Um desabafo triste de alguém que parece sofre a ausência de alguém. Mas querida amiga, hoje está a chover, mas amanhão o sol brilhará. Um beijo. Já tinha saudades de vir aqui, mas tenho andado um tanto arredio destas andanças.

Whispers disse...

Minha querida.
Venho te deixar beijinhos e desejar que tudo esteja bem contigo
Bom fim de semana
Mil beijos
Rachel