segunda-feira, janeiro 28, 2008

ENCONTROS E DESENCONTROS

Encontros no desencontro da vida,

a cada esquina dos beijos que não demos.

Palmilho as encruzilhadas, perdida,

buscando os nossos momentos ternos.

De mãos vazias e olhar sem cor

sigo o destino a par e passo,

percorro a escala do nosso amor

em notas tristes sem o teu abraço.

Que caminhos segues amor ausente?

que caminhos percorres sem me ter presente?

Sonhas as noites, os beijos, o amor?

Sonhas o termo-nos, sonhas os corpos?

Ensina-me a sobreviver sem o teu calor,

sem a pressão mansa dos nossos corpos

na imensidão da noite escura,

nos lençois feitos de entrega, de paixão,

de sonhos e tanta loucura.

Amor, toma de novo a minha mão,

encontra-me nos desencontros da vida!

Preciso de ti! Cala esta dura ferida

que é ter-te sem te ter,

amar-te, querer-te e apenas permancer

na encruzilhada da vida aguardando o amanhecer.

10 comentários:

Suave Toque disse...

Que caminhos segues amor ausente?
Procura teu amor, sonha, faz muito bem em sonhar, procure a realidade também, para que não vá dormir sem as notas tristes do abraço do ser amado.
Obrigada pela visita, é sempre muito bem vinda...
Beijos de suave toque e tenha uma boa semana.

Gerlane disse...

Ultimamente, tenho feito essas mesmas perguntas, bem como as mesmas súplicas. Sei bem o que exprimem!

Beijos pra ti!

jo ra tone disse...

Pode ser que um dia se encontrem.
Ao dobrar uma esquina!
Quem sabe!
Beijinho
Boa semana

Betty Branco Martins disse...

Querida Luar




______________cheguei!!!
agora é só_____um olÁ:)



e_________de todo coração__________




agradecer____________a visita na minha ausência


____________voltarei mais tarde
para ler e_____________comentar





beijOs com carinhO

Whispers in night disse...

Ola linda!
Não te li, volto logo a noite, só venho te dizer que te deixei um prémio, e o mereces mesmo
beijinhos mil
Rachel

Ana Luar disse...

Encontra-me nos desencontros da vida"

Que lindo, luar... Este poema entra e tb a nós que o lemos doi.

Um beijo minha doce Maria.

Tenho saudades das doces conversas de chávena de chá na mão... :)

O Profeta disse...

Os pesares dividem as marés
A idade do ouro ainda tarda
Os anos passam como gotas varridas
Por um tempo que retrata o nada


Convido-te a saborear um absinto no meu espaço
pela Taça de Fino Ouro



Mágico beijo

Gui disse...

A amargura e a saudade. Uma está e estará sempre associada à outra, mas há ainda um terceiro caminho: a esperança. Um dia ainda terás uma mão a segurar a tua e talvez a tua cama deixe de ser um local de solidão. Ainda vais desejar que a noite se prolongo e que o amanhecer se atrase na sua sua chegada. Vais ver que sim. Faço força para que sim. Um beijo minha amiga, como eu gostaria que este beijo amigo iluminasse um pouco a tua tristeza.

Suave Toque disse...

Ainda que você tenha vários defeitos, cometa erros, Não há pessoas iguais a você no palco da vida.
Se você nao existisse, o universo não seria o mesmo.
Um dia você foi premiado pelo Autor da existência, Deus! Seu prêmio? O MILAGRE DA VIDA.
Um alegre e feliz final de semana.
Beijo de carinho.

lua prateada disse...

"Palmilho as encruzilhadas perdida...."
Lindo!..
Beijinho prateado
Óptimo fim de semana
SOL