domingo, setembro 07, 2008

PARAR O TEMPO


Se ao correr da mão o tempo parasse, e ao piscar de olhos o nada fosse tudo, se o nascer de cada aurora deparasse com um mundo novo, belo, limpo e mudo! Completamente mudo, em que o som do silêncio se elevasse calmamente, nos preenchesse, nos aninhasse, nos desse a mão e encaminhasse para a vida docemente. Ah como serio belo o mundo! Como seria perfeita a vida!
Ouvir o silêncio, beber a vida, perceber o simples pulsar da semente a crescer.
Senti-la pequena, dividida, subdividida, repartida, tripartida e por fim…Florescer! Se ao correr da mão o tempo se aquietasse, se ao correr das horas congelasse o momento preciso em que te toco… Se o tempo me desse tempo, se a vida me desse a VIDA, essa que eu não troco por nada que a vida tenha. Ah se o tempo se imobilizasse, e eu pudesse apenas ter-te!

4 comentários:

rita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rita disse...

Só quem sabe dar o valor devido aos pequenos e simples momentos é que consegue escrever assim. E tu consegues sempre fazê-lo de uma forma tão perfeita!mts beijinhos

jo ra tone disse...

Tempo... Vida...

Mas o tempo não pára e a vida segue o rumo que lhe dermos!

Vive a vida com todo o empenho do mundo. Não deixes que ela apenas passe... mesmo que nem tudo seja como se idealiza!

Um beijinho

Whispers in night disse...

Ola minha querida Amiga!

Obrigado por cada palavra que me deixaste, tens razão,tens muita razão, obrigado minha linda.

Ah querida, se fosse possível apertar uma rosa na mão sem se machucar nos espinhos, se fosse possível amar sem sentir dor....mas não eh, só que devemos saber aceitar a vida e viver, viver como se hoje fosse o ultimo dia

Me encantas com tua escrita, sempre me encantaste desde o primeiro dia que te li

Desejo que tenhas bom fds

Mil e dois beijos com muita amizade
Rachel