sábado, setembro 20, 2008

PARTI...

De pés nus e alma errante


abandonei-me ao destino,


perdi-me nas ondas do levante


transformei-me em orvalho fino.


Caí do céu, molhei a terra,


lavei as mágoas, enchi ribeiros,


afundei-me nas entranhas da serra,


escorri distante pelos carreiros.


Fui lama, fui cinza, fui sal,

fui vento agreste ao por do dia,

fui todo o bem e todo o mal,

fui o carrasco e quem sofria.

Parti num dia de nevoeiro

sem deixar rasto ou sombra,

apenas um leve cheiro

de musgo, Outono e poesia.

14 comentários:

jo ra tone disse...

"Fui"
Partiste, mas chegaste! ao ponto de nos apresentares mais uma bela poesia.
O ser humano experimenta ao longo da sua vida, várias alteraçoes.
Bonita, minha cara amiguinha.
Com um sentido muito positivo.
Beijinhos
Bom fim de semana

Juℓi Ribeiro disse...

Querida amiga:

Você não sabe como fico feliz
em receber uma visita tua.

Que versos encantadores...
União de tua sensibilidade
e talento.
Obrigada pelo carinho.
Um abraço saudoso e feliz.

Sonia Regly disse...

Lindos verso, gostei muito.Vi seu nome no Blog da julu e resolvi vir te conhecer.Gostaria que visitasse o Compartilhando as Letras, sua visitinha será uma honra!!!!!Beijinhos do Rio!!!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Amiga Lágrimas de Lua,
Partiste, numa maravilhosa viagem de sonho, sempre numa viagem positiva...Simplesmente belíssimo!
Adorei!
Beijinhos de muito carinho,
Fernandinha

Sonia Regly disse...

Vim agradecer a doce visitinha lá no Compartilhando as Letras. Obrigada!!!!Volte outras vezes, vai ser muito bem-vinda!!!!Beijinhos.

O Profeta disse...

Maravilhosa tela poética...


Doce beijo

O Profeta disse...

Brilhante poesia...

Doce beijo

Whispers in night disse...

Ola minha querida Amiga!

De alma nua e coração partido, vim aqui ao teu jardim descansar
Ler tuas palavras e sentir o teu sentimento verdadeiro a nos falar.

MARAVILHOSO, teu poema, parabéns minha querida amiga.
Desejo que tenhas um fim de semana com muita paz e Amor
Mil beijos em teu lindo e amável coração
De uma amiga distante mas que te guarda entre as cordas do meu coração
Rachel

Sonho & Sedução disse...

Sinto a necessidade de partir tb... mas algo aki dentro ainda me segura...

beijo com carinho

Kalinka disse...

OLÁ
HOJE TRAGO UMA NOVIDADE.

Se souberes de alguém que esteja interessado/a em ter um livro de borla, vá ao blog da minha sobrinha que ela está à espera de inscrições de pessoas interessadas em 2 livros que ela vai sortear no dia do seu aniversário:

Sorteio de livros
Olá!! Está quase aí o meu aniversário, é já dia 10 de Outubro que faço 26 aninhos. Como tal, apeteceu-me sortear 2 livros aqui no meu cantinho. Aos interessados basta deixar aqui comentário a dizer qual livro é que gostaria de ganhar (ou ambos). Não é necessário ter um blog!
Dia 10 direi os vencedores!
Boa sorte!

http://pikenatonta.blogspot.com/

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá minha querida Amiga, belíssimo poema... Adorei!
Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

LuzdeLua disse...

Bela postagem
De passagem, deixo um abraço amigo
Bjs

© efeneto disse...

Quando as palavras
secam na garganta
no momento exacto de as dizer
parecem rochas encrostadas na terra
impossíveis de as moldar.
Fico na impotente ansiedade
como náufrago, sem gritar.
Sei como são cruéis
e tiranas as palavras
que se recusam a pronunciar-se
naquele exacto momento
em que mais são precisas.
Quando me acontece contigo
substituo-as pelo olhar
e as mãos dizem o resto.

Voltei. O Grito do Poeta calou-se. Pode ser que ressuscite. Até lá convido a apanharem umas Migalhas de Poesia. Fica a promessa que voltarei para vos ler e apreciar com a atenção que merecem. Afinal os amigos souberam esperar. Até já…

lua prateada disse...

E linda e maravilhosa poetisa que tão belo e leve escreves...
Beijinho prateado

SOL