segunda-feira, dezembro 04, 2006

ETERNAMENTE NOSSO

Tem que ser nosso,
eternamente nosso,
cada minuto intensamente vivido,
cada espaço minimamente dividido.
Cada segundo partilhado,
cada beijo docemente trocado.
Tem que ser nosso,
infinitamente nosso,
cada vez que estamos sós
e nos entregamos mesmo nós.
Tem que ser nosso
dolorosamente nosso,
cada adeus magoado.
Tem que ser nosso,
duramente nosso
cada deserto atravessado,
cada beijo ansiado,
cada espera angustiada,
cada festa adiada.
Tem que ser nosso,
eternamente nosso




2 comentários:

Ana Luar disse...

A partilha é isso mesmo... dividir com alguém o que nos alegra e o que nos entristece...
Contigo partilho laços de ternura... minha lua.

igara disse...

É isso mesmo, qualquer sentir, antes de ser de outro... é sempre nosso! Porque nos chega em primeira linha, porque nos toca, porque nos magoa, porque nos faz feliz, porque nos faz sorrir...

Porque temos que sentir, apenas porque só assim faz sentido a partilha. Apenas depois de sentirmos, aprendemos a partilhar...

Nem imaginas como me revejo no que escreves...e cada vez gosto mais de te ler :)

Beijos mansinhos, e abraços apertadinhos!!!