sábado, dezembro 09, 2006

TUDO QUE PEÇO À VIDA


Peço à vida tudo, para te poder ter,
peço à vida o impossível;
Tempo, espaço, razões para viver.
Peço-lhe o exequível,
ou talvez não, quem o sabe?
Apenas uma brecha no tempo,
no espaço, na malha apertada,
um suspiro, um sopro, um alento,
um espaço nosso, uma nova alvorada.
Peço à vida tudo, para te poder ter,
para te poder prender num amor intemporal,
para contigo cresce, amar, e apenas viver,
no sentimento maior, mais puro e imortal,
aquele que da alma brota, se expande,
se eleva e dá, se doa e se partilha.
Aquele que nada há que o comande,
ou que o trave. Aquele que sempre brilha
no firmamento do sonho, do eterno desejo,
do incontrolado anseio de nos termos,
e tão somente nos perdermos,
num único e longo beijo….

2 comentários:

Rafaela disse...

"O sofrimento é só uma ventania
que arrasta as folhas secas...
mas não destrói a beleza das flores.
Com muita fé, coragem e perseverança,
a gente consegue derrubar qualquer obstáculo!
Acredite nisso!"

*♥*     *♥*     *♥*     *♥*

Gui disse...

Olha que belo duche que se tomava ali. Minha amiga peço desculpa pela ausência mas tenho andado afastado por excesso de trabalho.Parece que agora as coisas voltaram à normalidadee já poderei visitar as minhas amigas. Um beijinho grande