segunda-feira, dezembro 04, 2006

SEDA DE TERNURA







Como é posivel que a tua pele sedosa
seja apenas de um cetáceo?
Que esses olhos meigos, doces
de uma ternura sem fim,
sejam apenas de um mamífero?
Que te exponhas à carícia espantosa
das mãos do humano coreáceo,
sem um estremeção de pavor, e te roçes
com essa meiguiçe, por mim?
És a penas um mamífero!
Uma espécie tão querida, tão amada
e tão sofrida.
Deixaste-me a alma lavada,
o coração bate em paz. Experiencia vivida...
Podemos voltar a trás?!

(golfinhos-12/06)






2 comentários:

Juℓi Ribeiro disse...

Sedosa ternura
é a tua sensível
maneira de repassar
lindos sentimentos.
Refletindo generosidade,
e humanidade em cada frase.
Só um coração generoso
é capaz de perceber
a ternura de um animal...
Sempre me sinto feliz
em te visitar.
Um beijo.*Juli*

Ana Luar disse...

É exactamente assim, que vejo esses animais lindos, com quem já tive o prazer de partilhar mimos...
São de uma ternura sem igual... comparada só mesmo a tua.
Beijos eternos em carinhos... pelo prazer com que partilhas comigo a doçura das palavras.