domingo, setembro 27, 2009

A UM AMIGO MUITO QUERIDO


Hoje escrevo a lágrimas de saudade:
Partiste!

Partiste e o teu lugar de eternidade

dói como um ferro ao rubro.

Partiste!

Partiste e agora descubro

que vivemos tanto e tão pouco.

Riamos à momentos deste mundo louco

e agora...Partiste!

Ficam os teus olhos, a tua voz,

ficam as tuas mãos e os risos,

ficam os momentos a sós

e as zangas, as conversas, os sorrisos.

Partiste!

Tanta coisa que não fizeste e querias,

tanto sonho por indolência não cumprido.

Sei que se pudesses aqui estarias

mas a hora era a tua; Com ou sem sentido

era tempo de partires e...

Partiste!

Segredo ao vento no aroma da terra

onde me ensinaste a "ver" a serra,

a ser aquela que escuta e sente,

que vibra e se transcende.

Partiste!

Mas a semente que plantaste,

essa AMIGO, ainda VIVE, eternamente.

1 comentário:

rita disse...

LINDO! Aposto que ele ia adorar!