sexta-feira, agosto 17, 2012

NOVO CAMINHO..DESERTO

Ao bater das badaladas pela noite escura,
ecoa, a cada uma delas, um momento,
uma imagem, um desejo.
Ao rodar das horas na aridez e secura
de um deserto de fogo e desalento,
ergue-se um breve lampejo
de racionalidade.
Quase imoralidade.
Passo a passo, dia a dia, recomeço.
E os dias vão nascer e morrer,
como sempre.
Sois e luas passam, e adormeço
nos braços do vazio a crescer,
sempre....sempre.
Ao bater das surdas badaladas,
abriu-se a noite calada e fria.
Aninhou-me no seu seio deserto,
deu-me duas mãos engadanhadas
na luta renhida deste novo dia,
em que procuro o caminho certo.

3 comentários:

Flor de Jasmim disse...

Minha querida
Triste!
Ler-te mexeu demais comigo!
Voltei no tempo em que as minhas noites eram caladas e frias, que só tinha a solidão como companhia.

Força Princesa.
Bom fim de semana dentro do possivel.

Beijinho e uma flor

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Como sempre as tuas palavras fazem eco em mim...como sei dessa noite que nunca amanhece, dessas esperas sem gestos e tantas vezes sem nós.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

rita disse...

O caminho certo é feito passo a passo, cada dia, com quedas que nos ajudam a levantar e lutar com mais força ainda...beijo grande