sábado, agosto 08, 2015

FALTA-ME O CHÃO...

Falta-me o chão. Falta-me o dia. Faltas-me tu.
O tempo ainda é breve mas a solidão, essa é imensa!
Vou dando os passos que não posso parar,
porque a vida segue e o tempo urge.
Falta-me o chão, falta-me o dia, faltas-me tu.
sou um vulcão de sentimentos, sou uma corda tensa
que tento corajosamente não rebentar.
Cai de novo a noite e logo um dia surge.
Falta-me o chão, falta-me o dia, faltas-me tu.
Tudo em mim chora e dói de uma forma intensa,
desmesuradamente dura, profunda a magoar. 
E eu sigo a viagem, mas tudo se insurge
contra este andar...Falta-me o chão...Faltas-me tu!


3 comentários:

A.S. disse...

Basta um momento
e o chão foge debaixo dos pés.
Basta um momento
para perdermos o aroma
da brancura dos lírios.
Basta um momento
para perder o olhar
na solidão dos caminhos
É tão longe pedir. Tão perto saber que não há!...

Beijos,
AL

rita disse...

Onde ele está ve-nos e protege-nos e tem orgulho nessa tua força e capacidade de superar tudo!!!!!!!!!

Flor de Jasmim disse...

Falta-te sim minha querida, mas não te deixes ir abaixo, tens que ter forças para continuares a dar passos, mesmo que desalinhados, mas não podes parar de caminhar, sabes bem que esteja onde estiver jamais iria querer ver-te a sofrer dessa forma.

Um beijinho com muito carinho.

P.S. desculpa a minha ausência, foi contra a minha vontade.