terça-feira, junho 07, 2016

SEGUIR EM FRENTE... SEM OLHAR PARA TRÁS



Ser capaz de olhar em frente sem olhar para trás e esquecer,
arrumar no fundo de um baú o vida passada e já vivida,
o que fiz e não fiz é passado. Está vivido não volta a acontecer.
Ser capaz de seguir em frente deixando a memória contida
num espaço limitado e escuro onde só o pó se acumule.
Onde só a força de vontade impere e regule
todos os sentimentos, todas as memórias e sonhos.
Ser capaz de arrancar os sentimentos do lugar onde enraizaram,
onde criaram espaço e se aninharam confiantes e risonhos.
É preciso extirpar a dor e a mágoa de onde se deitaram,
de onde não saem e se agitam como medusas hediondas.
Como máscaras de sátiros ou de entidades nefandas.
Ser capaz de olhar em frente sem olhar para o passado,
esse já foi vivido! Foi o que foi, não importa se nada ficou,
importa que foi vivido, bem ou mal está acabado.


Seguir em frente enterrando tudo aquilo que já passou.



1 comentário:

Helena Medeiros Helena disse...

Tens razão, minha querida amiga, seguir em frente! O que foi vivido já é passado e tenha sido gratificante ou não, ficou lá no seu cantinho para ser esquecido.
E mesmo que o olhar muitas vezes se volte para os cantinhos mais escuros da alma, há que se deixar a memória
"extirpar a dor e a mágoa de onde se deitaram,
de onde não saem e se agitam como medusas hediondas.
Como máscaras de sátiros ou de entidades nefandas",
para que enfim a esperança possa se projetar para muito além das dores sentidas, das mágoas vividas, das desilusões sofridas.
Sabemos que, só quando o olhar se alonga para o infinito futuro, é que os dissabores passados conseguem ser dizimados e esquecidos.
Minha linda, sempre por aqui a torcer pela tua felicidade.
Sorrisos, estrelas e meu carinho para ti,
Helena