quinta-feira, setembro 22, 2016

SER APENAS MULHER

Não quero ser o sorriso que morre lento no rosto,
nem a gargalhada oca que entulha a garganta,
falsa, de circunstancia, com sabor a fogo posto.
Não quero ser quem não sou; nem  rainha, nem infanta,
açafata ou meretriz. Nem rochedo, nem oceano,
nem demónio ou querubim, nem tão pouco vago arcano
porque a magia perdeu-se de mim.

Não quero ser a alegria que se cola e se força,
nem a tristeza eminente que veste a pele desnudada.
Não quero ser quem não sou; nem predador nem corça
acossada pelo medo. Nem águia ou andorinha voando tresloucada.
Nem rosa, jasmim ou verbena, nem faia, nem salgueiro,
nem folha perdida no vento, nem nuvens de aguaceiro.
Porque a magia perdeu-se de mim.

Quero ser somente a alma que pisa a estrada da vida,
que trilha o caminho deserto, empoeirado de tempo.
Quero ser apenas mulher entre o cá e o lá dividida,
pés nus carregando os anos como duro contratempo.
Quero ser somente o que sou, sem tintas nem adornos,
sem atavios ou jóias, sem enfeites ou esbatidos contornos.
Porque a magia perdeu-se de mim.

Quero ser a mulher que caminha, ainda que o sorriso morra
no rosto que se cansou de sorrir.
Quero ser a mulher que olha, ainda que olhar já não corra
sobre os prados a florir.
Quero ser a mulher que sou, ainda que o brilho esmoreça
nos anos que passam velozes.
Quero ser a  mulher que sou, ainda que a esperança apodreça
no cansaço de esperas atrozes.
Não quero ser o sorriso que morre amargo no rosto!



3 comentários:

O Profeta disse...

sublime... SÊ apenas quem és e és tanto!

Ana Carolina Soliter disse...

Amigos meus e da Leninha: apenas para agradecer por todas as demonstrações de afetividade manifestadas no seu blog e pela solidariedade a mim e toda a nossa família.
Estamos bem, dentro do possível. A Leninha postou uma mensagem lá no seu espaço, e quero dizer que ela visitará a todos oportunamente, apenas o tempo de se organizar nesta nova vida que a espera.
Nosso carinho a todos, e nossa gratidão a cada um.
Aninha

Estrela de Luz disse...

Maravilhosas suas palavras e forma de escrever poesia. Fiquei maravilhada