segunda-feira, março 13, 2017

90 PÉTALAS DE ROSA PARA TI



Olá;

Hoje queria poder dar-te um abraço, tão grande, tão forte, tão bom, tão nosso. Hoje seriam 90 pétalas de rosa, e 90 ténues chamas rubras, e o teu sorriso, aquele que te enfeitava o rosto - meio tímido, meio triste - tão teu. Hoje são só as saudades que habitam este espaço que medeia o cá e o aí.

Hoje: daqui, onde estou a olhar o céu e as nuvens que encobrem este caminho que ainda não posso trilhar e tu já não podes percorrer. Hoje a lua brilha mais forte; É a tua luz que está por trás dela. Hoje as estrelas cintilam - alegres, quase dançam - és tu, desse teu lugar, que estás por trás delas.

Espalho nesta noite: daqui até aí, uma constelação de beijos - 90 - e um abraço que te faça sentir os meus braços e o calor que invade o meu coração. E sabes? eu sei que o vais sentir, porque quando o amor é maior que vida - ultrapassa a distancia, ultrapassa o silencio, ultrapassa a ausência dura de não te poder ver, tocar e sentir. Ultrapassa a própria morte.

AMO-TE MUITO, ontem, hoje e SEMPRE.




lágrimas de lua

5 comentários:

LuísM Castanheira disse...

Uma homenagem tão bela como sentida.
Que seria a vida sem amor e o mundo sem flores?
E como a beleza destas duas 'cores' estão intimamente ligadas às emoções e recordações...
Belas, estas pétalas desfolhadas.
Um beijo, Amiga.

Flor de Jasmim disse...

Belíssima e comovente homenagem!
Os teus abraços e beijos vão ser recebidos sim com todo o amor que levou no coração!

Um beijinho com muito carinho.

Helena Medeiros Helena disse...

Minha querida amiga, depois dos bagos de romã que de ti “roubei”, atravessei este mar que existe entre nós, para te “lembrar que viver
é também sorrir, é também sonhar” e deixar que a “alma que ressuscita” possa exorcizar “os anjos das negras noites sem sossego, vazias de solidão” e também “as duras penas de erros que nos servem de lição”, para que tu pudesses espalhar uma constelação de 90 beijos, na certeza da emoção de que a pessoa a quem são direcionados irá sentir “porque quando o amor é maior que vida - ultrapassa a distancia, ultrapassa o silencio, ultrapassa a ausência” e “ultrapassa a própria morte”. E tu bem sabes que “hoje são só as saudades que habitam este espaço que medeia” a imensidão que une o aqui e o lá... Um caminho que um dia também iremos percorrer, para enfim abraçarmos as pessoas amadas que se foram, e que hoje nos olham através das estrelas que elas mesmas bordaram no céu de nossa limitada visão...
Lindo, meu anjo, tão lindo tudo aquilo que escreves!
Quero também agradecer pelo carinho manifestado por ocasião dos momentos tão difíceis pelos quais passei ultimamente. Como sempre fazes quando a vida vem me castigar com provações que só mesmo o amor do Pai e a solidariedade, amizade e consideração dos amigos, como tu, me impulsionam o caminhar.
Agora posso dizer que está tubo bem. Todos em plena recuperação, apenas à espera de serem liberados do hospital, o que se dará, assim Deus queira, nos próximos dias.
Deixo-te sorrisos, meu anjo, desses que agora já assomam novamente o coração, e também estrelas, mas devo confessar um roubo... Foram subtraídas dentre aquelas que o teu meigo olhar admirava quando estavas “a olhar o céu” enfeitando a tua alma com uma doce poesia...
São elas que vão te dizer do meu carinho, afeto e admiração pela pessoa linda que tu és.
Um beijo no coração,
Leninha

Jaime Portela disse...

O amor pode mesmo ser maior que a vida.
Excelente texto, comovente e belo. Gostei muito.
Bom domingo e boa semana, querida amiga.
Beijo.

luna luna disse...

não é porque não se vê que não existe, e lá onde ele estiver vai continuar a cuidar de ti a seguir os teus trilhos, nada levamos deste mundo a não ser o amor que plantamos e esse vive para sempre no universo como raios de sol que penetram nosso coração.