quinta-feira, maio 25, 2017

NOVA HORA, NOVA ESTRADA





É hora de virar a página, de escrever outras letras,
compor uma nova melodia. É hora de recomeço.
É hora de sacudir o pó dos pés, e o sonho que adormeço
embalado num coração desfeito.
É hora de olhar mais à frente, de querer o mais além,
de ter um novo sonho, talvez louco, talvez perfeito,
quem sabe apenas um sonho de ainda ser alguém.
É hora de virar a página, de escrever outras letras,
de ouvir uma nova canção, de dançar uma polca viva.




É hora de me enfeitar com asas de fada, e uma grinalda festiva,
de apagar os negros traços.
É hora de viver as novas horas, de inventar novos minutos
onde se perde o pé, e o coração, em amplos e brilhantes espaços.
Rasgar novos horizontes sem ter que pagar mais tributos.
É hora de virar a página, de escrever outras letras,
de mergulhar em novos mares, afoitar novas marés.
De limpar mágoas e dores, de esquecer cada revés.
É hora de virar a página… Não! É hora de fechar este livro,

e abrir uma janela de luz.


lágrimas de lua


2 comentários:

CÉU disse...

Olá, estimada amiga!

Espero e quero k esteja bem, feliz e pronta para virar a página (rs).

Escreve mto bem, como sabe, e faz da poesia realidades, que toda a gente pode alcançar. Basta crer!
Gosto da forma como escreve: erudita, mas compreensível e mimosa. É de menina!

Feche, minha querida, este livro, pke já o leu e já o conhece, de cor e salteado. Parta para outro, e quem sabe se não descobrirá o "Admirável Mundo Novo" ou então, e como mto bem diz, abra várias janelas, que deixem entrar a luz. Hum... que lufada de ar fresco!

O meu mais recente post já não consegue publicar mais comentários (há um limite, sim), portanto, entrou em overbooking. É apenas um aviso. Vou tentar escrever algo. Vamos ver!

Qto à Leninha, as coisas estão evoluindo favoravelmente, mas devagarinho, como é antural. Penso k a Verinha porá, brevemente, novo comunicado no blog.

Beijinhos e bom fim de semana.

LuísM Castanheira disse...

força, amiga!
renacer em todos os crepúsculos, quando a luz é suave e com ela pintar novas vontades.
um beijo, (ao) luar.

FORMAS NO IMPONDERÁVEL

Imagem retirada da net Há formas na inconstância do informe, do disforme, do que amarro, com nós górdios, em silêncios gritant...