segunda-feira, julho 30, 2007

A TUA VOZ


O silencio manso tras-me a tua voz
ecoando nas dobras desta noite,

e eu, fragil casquinha de noz,

procuro que o teu abraço me acoite.

Roço ao de leve o teu rosto doce

com um beijo, quase uma aragem,

recebo-te na ternura da posse

entrego-me nesta viagem.

E o silêncio tras-te de novo a mim

e as tuas mãos percorrem-me carentes,

os teus beijos encontram-me enfim

e os sentidos acalmam dolentes

na noite muda de espanto....

Quebra o silencio com o amor

intemporal, cobre-nos com o manto

diáfano da ternura e o calor

de quem se dá

nesta noite silenciada por nós

8 comentários:

Lu@r disse...

Linda maneira de descrever o amor, todas as palavras fazem sentido... tudo descrito com amor e ternura.

Escreves lindamente eu como simples visitante e teu fã delicio-me com as tuas palavras obrigado pela beleza que deixas aqui.

É um prazer ler-te
Beijo Nocturno

Dança de lágrimas ... disse...

Maravilhoso silenciar... numa voz que se alcança e distingue ao alcance de um suspiro.

Gostei.

Beijo em ti *

sonhadora disse...

De passagem, deixo beijinhos embrulhados em abraços.

Ana disse...

O amor embrulhado na tua ternura torna-se simplesmente perfeito.

Beijos ternos da lua

Juℓi Ribeiro disse...

Querida amiga:

Que versos lindos!
Encantastes as palavras
com a magia do teu talento!

Passe lá no meu blog,
deixei um carinho
para você...

Beijo.*Juli*

Gui disse...

Cantas o amor como poucas. É bonito de se ver, de se ouvir ou de ser ler uma mulher apaixonada. É por isso que gosto tanto de ti. Um beijo muito grande.

Elza disse...

Olá!!
Estou passando por aqui para dar meus parabéns
pela sua indicação, ao prêmio blog 5 estrelas!
Seu blog é muito orinal, parabéns 2x!
rsrs..
boa semana.
=]

Lu@r disse...

Dizes as palavras no momento certo.
Obrigado por acreditares em mim

Beijo