sábado, setembro 22, 2007

INEXISTENCIA

Em busca de um lugar que não existe,

de um sonho que apenas desiste

de o ser e de viver.

Em busca de um espaço que não encontro,

caindo mais fundo a cada desencontro

desta vida a esmaeçer.

Em busca do quê? Nem sei...

De tudo, de nada, do que recebi e dei,

do que quis e não achei,

do que quero e não tenho,

de sarar o duro lenho

que me rasga o coração.

Em busca de um lugar que não existe,

de uma vida que persiste

sem sentido e sem razão.

2 comentários:

Lu@r disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lu@r disse...

Não procures está em ti.

Beijo-te silenciosamente