sexta-feira, agosto 17, 2007

LAGRIMAS DE LUA


De doces lágrimas de lua
perdidas na noite imensa,

ao grito calado, amordaçado,

acorrentado no coração.

Da alma branca, louca e nua,

sufocada na mudez intensa

do desejo ávidamente calado

que povoa a alma em ebulição.

Do fundo do ser amargurado,

do alto da alma em espera

solta-se o beijo ansiado

e a entrega desespera.

Das doces lágrimas de lua....




1 comentário:

Lu@r disse...

Uma espera que se anseia curta,
no final uma entrega total.

Beijo profundo