sábado, novembro 24, 2007

PÉTALAS DESFOLHADAS


Olhar para o caminho já percorrido,

ver quantas pétalas desfolhei

quantos erros cometi pelo trilho escolhido.

Quantas lágrimas derramei

pelas brumas do vazio. Saudades

que calo na dor da ausencia permanente,

palavras que escrevi e arrumei, amizades

que perdi, que guardei no coração fremente.

Um ultimo olhar e o vazio é constante,

como seara morta ao vento quente,

o silencio duro e penetrante

pontua as minhas palavras e mente

ao murmurar;

"Lindas as tuas palavras, belo o teu sentir!"

Olhar para o caminho que tenho por caminhar,

com novas pétalas por repartir.

1 comentário:

Gui disse...

O aliciante da vida é que há sempre novas pétalas para desfolhar. Um beijo querida amiga.